Mães/Pais solteiros, e agora?

mae solteiraO papel dos pais na sociedade sempre esteve bem definido: A mãe cuida do lar, e o pai é o provedor financeiro. Entretanto, estes papeis estão em constante transformação. As mulheres começam também a exercer o papel de provedora financeira do lar, e os pais (homens) não acostumaram ainda com estas mudanças.

Ocorre que atualmente, muitas famílias são gerenciadas somente pelas mulheres, ou somente pelos homens, e é aí onde mora o perigo, quando os pais (mãe e pai) encontram um ponto de civilidade, facilita muito para a criança, mas quando entram em guerra, a disputa sempre termina em “quem é mais amado?” e a criança é quem terá seu futuro ameaçado em virtude de uma disputa de egos… mas, enfim, o que é importante é saber que se não puder ajudar, pai ou mãe, não atrapalhe!!!! Independente da presença física ou moral de um dos genitores, as regras são praticamente as mesmas. Abaixo segue uma série de dicas de como lidar com as crianças, meus pacientes já devem saber de trás pra frente… rsrsrsrs

pai solteiro1- Evite gritar. – Esta é sem dúvida a principal sugestão. O grito deixa a criança agitada, assustada, agressiva, além de ensiná-la também a gritar com você. Permita que o ambiente em sua casa seja harmonioso, sem gritos ou barulhos excessivos. Sei que muitas vezes não é possível manter o controle, mas, mesmo pra quem grita, o estresse é maior.

2 – Manter a autoridade. – Pra quem é o cuidador da criança, é importante manter a autoridade, então evitar a famosa frase “Vou contar ao seu pai ou mãe…” só faz desautorizar ainda mais, explique uma única vez a criança e mantenha a ordem que foi dada sob qualquer circunstância, caso a criança chore, é porque ela quer convencer o cuidador a satisfazer os seus desejos, então ela também escolhe o momento de parar. Se achar que vai fraquejar, saia de perto. Mas, o mais importante é não ceder.

3 – Presentes??!!?? – Sugiro somente 3 vezes ao ano. No dia das crianças, aniversário e natal e, por merecimento. Não adianta nada dizer que a criança não vai ganhar e no dia, chan-chan-ran-ran!!! Eis que o presente surge como se pra anular tudo que a criança fez durante o ano ou período. Presente é bônus, gratificação, então a criança logo entende que foi premiada pelo mau comportamento. Além disso, a falta faz com o que a criança procure lutar pelo que deseja, se já tem tudo, de onde tira motivação? Vai buscar o que? Esqueça também a frase “Quero dar ao meu filho tudo o que eu não tive…” Foi o que você não teve que formou você. Dê atenção ao seu filho… Vja como no próximo…

4 – Atenção na medida certa. – As vezes escuto muito os pais falarem que estão sempre com os filhos, levam para parque todos os finais de semana, brinca todo tempo que está em casa, só sai se for com a criança, que não consegue ficar longe e blá, blá, blá… isso é lindo… mas, será que faz bem? e a sua vida? e o seu lazer? e a sua diversão? e a sua novela? A criança precisa entender que não é  o centro do universo, e que existem outras coisas e pessoas ao seu redor que fazem parte de um mundo, por isso que muitas vezes a escola é ruim, porque tem outras crianças com as mesmas prioridades, além disso, uma hora você vai querer cobrar… mas, não tem volta… Amar seu filho quer dizer amar a você também…

5 – Dizer “NÃO” na hora certa. – Muitas vezes me deparo com situações em que os pais “fazem tudo certinho” mas, tem sempre algo estranho, o que está acontecendo??? E então começo a perceber um excesso de ordem e de rigor, a criança pode apresentar fala infantilizada e medo de tudo, além de uma desobediência constante, quando na verdade, é uma criança que não pode ser criança… É preciso brincar, correr, e fazer algumas travessuras as vezes, sem que a mãe ou o pai fique no pé o tempo todo. Neste caso você será um chato, e a criança, não dará ouvidos ao que você diz, isto porque você está o tempo todo falando, e reclamando, e falando e reclamando, aff!! Aí não dá. Então aprenda a falar somente o necessário, uma única vez, na segunda, é partir para a ação. Exemplo?? Se você pede pra seu(sua) filho(a) arrumar os brinquedos, ele não dá ouvidos, dê um tempinho, 5 ou 10 minutos, a na segunda  vai lá, com certa firmeza, pega-o pelo braço e o leva a pegar cada objeto, sem gritar ou reclamar de absolutamente nada, da próxima ele vai preferir pegar logo…

Lembrando que, não existe fórmula mágica, não existe receita pronta de como educar uma criança, cada um vai avaliando como é melhor, mas o principal sempre é ser exemplo: A criança é como um espelho, reflete a sua imagem e semelhança!

Um grande abraço! Até a próxima.

Sarah

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s