Depressão: mal do século?

depressao4A depressão eh um transtorno muito comum atualmente, a grande maioria dos pacientes que recebo no consultório chegam com esta queixa, porém, é preciso ter certo cuidado com o diagnóstico, isto porque, os pacientes possuem o hábito de apegar-se a este rótulo e acabam apresentando os sintomas só de ouvir de algum profissional ou amigo que pode estar com depressão. Recebo também alguns que chegam já afirmando, mas, após avaliação percebe-se que não se tata desse transtorno, e sim de uma tristeza que esperamos que passe em breve.

Para diferenciar entre depressão e tristeza, habitualmente avaliamos os sintomas e o tempo de duração desses sintomas, por exemplo: Se o paciente me informa que perdeu um ente querido, perdeu um emprego ou separou-se recentemente, estes fatores devem ser levados em consideração, ou seja, existe um motivo real para a tristeza, e esta deve passar com o tempo dependendo de cada caso, ou até mesmo de indivíduo para indivíduo. Entretanto, caso o paciente esteja apresentando sinais de tristeza, depressao3irritabilidade, desânimo, explosões de agressividade, alteração do apetite, alteração do humor, choro abusivo sem nenhum motivo aparente por mais de 2 semanas, ou alguns outros como no quadro ao lado, é hora de procurar ajuda! Isto porque estes podem ser sintomas de depressão, e um profissional pode orientar qual será a conduta mais adequada para cada caso.

Por se tratar de uma “doença invisível”, existe muito preconceito em relação a depressão. É um transtorno que não modifica em nada a aparência das pessoas, ou seja, não há nada físico que determine que as pessoas estão depressivas, além do mais, muitas pessoas utilizam a depressão para justificar insatisfações da vida que poderiam ser solucionadas, como também, a depressão virou “moda”, o que acaba confundindo a sociedade de modo geral, dificultando o modo de ver a própria depressão. Diante disso, os pacientes depressivos acabam ouvindo algumas injustiças e são alvo de desconfiança pelo que realmente sofrem, e nesses casos, agravam o seu quadro.

depressao2

O tratamento para a depressão, dependerá muito do grau,  do quadro que o sujeito apesenta. Alguns pacientes precisam fazer uso de anti-depressivos, o que auxilia no tratamento e faz com que as pessoas consigam retomar o convívio social, a psicoterapia, que faz com que o paciente possa iniciar no autoconhecimento e identificar quais as situações que lhe causam maior insatisfação e tentar solucionar da melhor forma, também não posso deixar de mencionar os benefícios da meditação como terapia coadjuvante no tratamento.

Vale ressaltar que os sintomas e o texto aqui apresentado não substitui o disgnóstico realizado por um profissional da área.depressao1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s